Impertinências entre trabalho, formação docente e o referencial de competências

Monica Ribeiro da Silva

Resumo


Neste artigo nos propomos a problematizar o referencial com base em competências na definição dos currículos da formação de professores. Fazemos, inicialmente, uma análise dessa abordagem situando sua origem no campo do trabalho em geral. Em seguida, discutimos a relação entre BNCC, formação de professores e o modelo de competências, considerando a experiência brasileira e sua retomada nos documentos atuais de políticas curriculares. Concluímos pela impertinência desse referencial, considerando, sobretudo, seu caráter economicista e reducionista.


Palavras-chave


BNCC e formação de professores. Modelo de competências. Currículo e competências. Trabalho e formação docente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v13i25.965



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)