Base Nacional Comum Curricular: ponto de saturação e retrocesso na educação

Fernando L. Cássio

Resumo


A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é hoje o centro gravitacional das políticas do Ministério da Educação. Neste texto procuro construir a tese de que a BNCC representa um grave retrocesso na educação brasileira, ponto de saturação de um projeto de centralização curricular iniciado há mais de 20 anos, com os Parâmetros Curriculares Nacionais. Também exploro alguns elementos recentes do processo de “implantação” da Base, que ocorre simultaneamente dentro e fora do Estado, sublinhando que a complexidade desses processos desafia eventuais ações de resistência organizada à BNCC.


Palavras-chave


Base Nacional Comum Curricular. Políticas educacionais. Plano Nacional de Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Currículo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v12i23.887



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)