Interesses mercadológicos e o “novo” ensino médio

Suzane da Rocha Vieira Gonçalves

Resumo


O artigo traz algumas problematizações acerca do “novo”
ensino médio, implementado no Brasil a partir da aprovação da Lei
n. 13.415, em fevereiro de 2017, em estreita correlação com interesses
mercadológicos, por meio da interlocução do governo brasileiro
com o empresariado e seu explícito interesse na preparação de mão
de obra. Discute-se, aqui, a importância do ensino médio como última
etapa da educação básica e seu papel social, político e cultural para
a vida dos estudantes, questionando a postura e os encaminhamentos
do atual governo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v11i20.753



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)