BNCC e privatização da Educação Infantil: impactos na formação de professores

Roselane de Fátima Campos, Zenilde Durli, Rosânia Campos

Resumo


A formação de professores é estratégica nos processos de mudanças educacionais e, mais fortemente, quando elas se referem às práticas pedagógicas nas escolas. Entre 2009 a 2017, iniciativas governamentais
objetivaram instituir uma política nacional de formação de profissionais do magistério da educação básica e, com a aprovação da BNCC em 2017, foi estabelecida a articulação entre dois pilares – currículo e formação – como condição necessária ao desenvolvimento de uma educação de qualidade. Neste artigo, analisamos as orientações governamentais para a implementação da BNCC, procurando  evidenciar a ação de redes empresariais que se constituíram, nos últimos três anos, nos principais interlocutores do governo e destacar as estratégias empresariais de formação continuada dirigidas, em particular, para profissionais da educação infantil.


Palavras-chave


BNCC e educação infantil. Privatização da formação continuada. Redes empresariais. Privatização da educação infantil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v13i25.962



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)