Corsário preso: possibilidades e limites para navegar pelo conceito de gênero na Educação Básica

Cláudia Maria Ribeiro, Constantina Xavier Filha

Resumo


O texto mergulha no relato de uma educadora integrante do Fórum Sul Mineiro de Educação Infantil que atua numa cidade do Sul de Minas Gerais. Entrelaçamos sua experiência no planejamento e execução de um encontro com as discussões ético políticas nos processos de formação continuada, para essa primeira etapa da educação básica, com a música Corsário, de Aldir Blanc e João Bosco. Na problematização do relato evidenciamos a falácia da “ideologia de gênero” e o pânico moral. Os subtítulos do texto veiculam as frases da música Corsário que nos instigaram a pensar na importância das resistências, em um momento de tentativas de cerceamento de fazeres e saberes.


Palavras-chave


Fórum de Educação Infantil. Formação continuada. Relações de gênero. Filmes para crianças.

Texto completo:

PDF

Referências


CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário dos Símbolos. Mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Tradução de Cristina Rodriguez e Artur Guerra. Lisboa: Editorial Teorema, 1998.

FERRARI, Anderson; ALMEIDA, Marcos Adriano e DINALI, Wescley. Teoria e Subjetividades Queer: poder, resistência e corpo. In: CLARETO, Sonia Maria e FERRARI, Anderson (Orgs.) Foucault, Deleuze e Educação. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2010.

FOUCAULT, Michel. A ética do cuidado de si como prática da liberdade. In FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade, política. Coleção Ditos & Escritos (volume V). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. p. 264-287.

FOUCAULT, Michel. Dits et Écrits II, 1976 – 1984. Paris: Éditions Gallimard, 2001.

FURLANI, Jimena. Educação Sexual na sala de aula: relações de gênero, orientação sexual e igualdade étnico-racial numa proposta de respeito às diferenças. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. Ideologia de gênero: a gênese de uma política reacionária – ou: a promoção dos direitos humanos se tornou uma “ameaça à família natural”. IN: RIBEIRO, Paula Regina Costa; MAGALHÃES, Joanalira Corpes. Debates contemporâneos sobre Educação para a Sexualidade. Rio Grande (RS): Editora da FURG, 2017. p. 25-52.

LARROSA, Jorge. LARROSA, Jorge. O enigma da infância ou o que vai do impossível ao verdadeiro. IN: LARROSA, Jorge. Pedagogia Profana: danças, piruetas e mascaradas. Tradução: Alfredo Veiga-Neto. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

LOURO, Guacira Lopes. A emergência do gênero. In: LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Género e magistério: representações plurais. In LOURO, Guacira Lopes. Currículo, género e sexualidade. Porto: Porto Editora, 2000.

MISKOLCI, Richard. Pânicos morais e controle social - reflexões sobre o casamento gay. Cadernos Pagu, Campinas, v.1, n. 28, p. 101-128, jan./jun. de 2007.

MISKOLCI, Richard; CAMPANHA, Maximiliano. “Ideologia de gênero”: notas para a genealogia de um pânico moral contemporâneo. “Ideologia de Gênero”: a gênese de uma categoria política reacionária – ou: a promoção dos direitos humanos se tornou uma “ameaça à família natural”? Revista Sociedade e Estado, Brasília, v. 32, n. 3, p. 725-747, set./dez. de 2017.

PASSETTI, Edson. Heterotopia, anarquismo e pirataria. In: RAGO, Margareth e VEIGA-NETO, Alfredo (Orgs.). Figuras de Foucault. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

PELÚCIO, Larissa. Desfazendo o gênero. In: Miskolci, Richard; LEITE JÚNIOR, Jorge (Orgs.). Diferenças na Educação: outros aprendizados. São Carlos, SP: EdUSCAR, 2014.

REIS, Toni; EGGERT, Edla. Ideologia de gênero: uma falácia construída sobre os Planos de Educação Brasileiros. Revista Educ. Soc., Campinas, v. 38, n. 138, p. 9-26, jan./mar. de 2017.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. de 1995.

SILVA, Emanuela. O imaginário e as músicas interpretadas por Elis Regina na década de 70. Trabalho de conclusão de Curso de Comunicação Social. Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, 2008.

VILELA, Eugénia. Michel Foucault, uma filosofia analítica do poder. Marcas, sinais e traços do silêncio. In: CLARETO, Sonia Maria e FERRARI, Anderson (Orgs.) Foucault, Deleuze e Educação. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2010.

XAVIER FILHA, Constantina. A menina e o menino que brincavam de ser... Campo Grande: EdUFMS, 2009.

XAVIER FILHA, Constantina. Educação para as sexualidades e gêneros como direitos das crianças nas instituições educativas. In: MACHADO, Raimunda Nonata da Silva; SILVA, Sirlene Mota Pinheiro da (Orgs.). Vozes epistêmicas e saberes plurais: gênero, afrodescendências e sexualidade na educação. São Luís: EDUFMA, 2019.

XAVIER, Tina. Do meu corpo eu cuido e protejo. Ilustradora Lorena Martins. Campo Grande: Editora da UFMS, 2014a.

XAVIER, Tina. Princesa Pantaneira em: Brincando no mundo mágico do cinema. Ilustradora Lorena Martins. Campo Grande: Editora da UFMS, 2014b.




DOI: https://doi.org/10.22420/rde.v14i28.1103



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)