Violências nas escolas: uma rotina normativa

Marcos Antônio Paz Silveira, Antônio Carlos do Nascimento Osório

Resumo


Nas escolas públicas ou privadas, em municípios de grande ou pequena densidade populacional, independentemente das condições econômicas, sociais e culturais, existem questões pertinentes às violências, pauta de discussões nas práticas pedagógicas. O objetivo é analisar ações e processos discursivos decorrentes de violências, a partir do olhar dos trabalhadores em educação e compreender como a escola tem determinado novas e expressivas configurações de violências em sua rotina para a justificação social.

 

 


Palavras-chave


Violências. Discursos normativos. Escolas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v12i23.838



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)