A avaliação das aprendizagens: uma perspectiva de não violência

Dilva Bertoldi Benvenutti, Clenio Lago

Resumo


Avaliação da aprendizagem não pode se constituir expressão de violência. Objetivamos refletir sobre processos avaliativos vividos pelas professoras pedagogas no decorrer da formação, visto que estas experiências constituem referência a suas ações pedagógicas. A pesquisa foi realizada com 24 professoras dos anos iniciais, egressas do curso de Pedagogia da Unoesc de Maravilha,SC. Conclui-se que as experiências vividas enquanto alunas constituem referenciais estruturantes das ações avaliativas enquanto professoras.

Palavras-chave


Violência. Avaliação. Formação. Aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v12i22.795



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)