A CONAE, o PNE e as condições de trabalho

Francisco das Chagas Fernandes

Resumo


A discussão sobre planejamento e educação no Brasil vem de longa trajetória. Tem sido marcada pelo predomínio de políticas governamentais com maior ou menor organicidade e desdobramentos na organização e gestão da educação básica e superior. Houve empenho pela efetivação de planos nacionais, desde a década de 1930, e, em 2001, foi aprovado o PNE, objeto de disputas entre as sociedades civil e política, cuja última versão tramita no Congresso Nacional, em nova proposta, encaminhada pelo Governo, com um conjunto de metas. Este artigo debate as discussões e avanços no PNE e na Conae, sobre as condições de trabalho dos profissionais da educação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22420/rde.v6i11.213



Indexada em:

Bibliografia Brasileira de Educação (BBE – CIBEC/INEP/MEC).
Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.
Library of Congress (USA).
Rede RVBI - Rede Virtual de Bibliotecas Congresso Nacional.
SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (IBICT/MCT).
EDUBASE - Base de Dados em Educação da UNICAMP.
Portal de Periódicos Científicos da CAPES.
CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)
Dialnet - BNE/UNIRIOJA/Fundación Dialnet (Espanha)
LivRe! (CIN/CNEN)
Diadorim (Ibict/MCTI)
Fundacao Biblioteca Nacional (RJ);
DOAJ - Directory of Open Access Journals (Dinamarca)
IRESIE - Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IISUE/UNAM-México)